LIGAR

Contactos e localização

Insuficiência Renal Crónica

Telefone: 21 974 84 21
Telemóvel: 91 944 88 24
Email: geral@tojalvet.com

Morada: Rua dos Arneiros nº4
2660-131 Sto. Antão do Tojal

 

Insuficiência Renal Crónica

Insuficiência Renal Crónica

Centro Médico Veterinário TojalVet

Insuficiência Renal Crónica

INSUFICIÊNCIA RENAL CRÓNICA

Os rins são orgãos pares localizados na cavidade abdominal que desempenham importantes funções no organismo tais como a manutenção da homeostase, do equilíbrio acido-básico e hidroelectrolítico, metabolização e excreção de substâncias e toxinas, função endócrina (produção de eritropoietina, metabolismo da vitamina D), controle da pressão arterial através do sintema Renina-Angiotensina-Aldosterona sendo ainda local de acção de hormonas como a paratormona e a hormona antidiurética.

A insuficiência renal crónica (IRC) é uma das causas de maior morbilidade e mortalidade em animais idosos (cães a partir dos 6,5 - 7 anos e em gatos a partir dos 7 -7,4 anos de idade)mas pode ocorrer em qualquer idade. As causas são várias podendo ser divididas em congénitas: animais que já nascem com determinadas patologias como rim poliquístico; ou adquiridas: ingestão de tóxicos, doenças infecciosas e /ou inflamatórias, envelhecimento.

É uma doença de evolução progressiva, ao longo de meses ou anos e só começa a apresentar sinais e sintomas evidentes quando 75% ou mais da função renal já se perdeu.

Frequentemente os animais exibem poliúria/polidipsia e perca progressiva do apetite e da condição corporal.

O método de diagnóstico mais utilizado é a quantificação da ureia e da creatinina sanguíneas, pois são produtos excretados pelo rim, seguido de densidade urinária, rácio proteina/creatinina na urina e ecografia renal para caracterizar o estadio da IRC.

Actualmente já está disponível um método que consegue diagnosticar a IRC na fase inicial, quando diminuiu apenas 25% da função renal, que é a quantificação da dimetilarginina sintética (SDMA).

A IRC não tem cura mas se detectada numa fase inicial e com um maneio dietético e farmacológico correcto, pode-se melhorar a qualidade e prolongar a esperança média de vida do animal.

Recomendamos que faça um rastreio anual precoce a partir da idade crítica.

Marcações

Identificação do dono

Identificação do Animal

Motivo da consulta